30/05/2017 às 09:45
Grandes males, grandes remédios

Acompanhando pela TV, rádio e internet os acontecimentos recentes de nosso país, chego à conclusão de que seriam necessárias medidas fortes para atacar os referidos problemas.
Na área política, por exemplo, a listagem dessas medidas poderia contemplar as seguintes ações: fim do foro privilegiado, escancaramento completo do patrimônio de políticos e de seus familiares; fim do sigilo fiscal, bancário e telefônico de políticos e de candidatos.
Na área da segurança, penso que seriam oportunas e desejáveis as seguintes medidas: porte de arma gratuito a todas as pessoas de bem, com exigências de autorização da referida arma, semelhantes às de emissão de carteira de motorista; direito de efetuar revista sobre o uso de armas.
Em relação aos salários, considero importante a adoção da seguinte medida: em primeiro lugar, garantia de pleno emprego e, em seguida, vinculação salarial entre máximo e mínimo tantas vezes e isonomia salarial entre os poderes.
No que se refere às manifestações populares, penso que as medidas mais necessárias seriam: proteção aos manifestantes, com liberdade de ação, porém, com rigor no combate às máscaras, anonimato e vandalismo de qualquer tipo contra o patrimônio público e particular e, ainda, direito de revista individual dos manifestantes.
No sentido de amenizar os graves problemas existentes na sociedade, seria oportuna a implantação de colônias penas agroindustriais com escolas, creches e postos de saúde. Seria interessante também a implantação de uma reforma agrária consistente com financiamento à compra de terras regularizadas e bem havidas, e a desocupação de terras griladas para transformá-las em cooperativas agrícolas. E, por último, adoção das medidas correlatas necessárias e imprescindíveis para que o povo brasileiro encontre condições de vida digna neste País de tantas riquezas, mas, infelizmente, de tanta roubalheira.
Imaginem como seriam esses remédios sugeridos. Será que ajudariam a curar nossa sociedade tão combalida?
 

Comentários

Nenhum Comentário. Deixe o seu comentário!

Mais posts de Jauri Gomes de Oliveira