04/07/2017 às 10:47
Horizonte incerto

Há mais de noventa dias registrei nesse espaço que acreditava que essa briga nos altos escalões políticos iria culminar num grande acordo, digamos um “acordão” cujo objetivo seria “a pacificação do país”. Evidentemente, eu entendia essa intenção como a pacificação dos espíritos dos envolvidos e denunciados.
Antes, porém, do prazo que eu imaginava isso iria acontecer e que outros acreditavam jamais aconteceria, a imprensa noticia a gestação de entendimentos entre as defesas de Lula/Dilma e de Aécio/Temer para um manifesto conjunto condenando a ação de certas autoridades que cuidam da punição a envolvidos em atos de corrupção.
Lamentavelmente, eu estava certo até por ali e outros, totalmente errados. Digamos, se for confirmado o que chamaremos “acordão”, acredito que as eleições de 2018 poderão oferecer grandes surpresas tanto no campo da abstenção, votos nulos e/ou brancos, como na possibilidade de uma grande reação contra pessoas e partidos envolvidos nessas maracutaias que dominam o noticiário na imprensa diária.
Vamos, porém, aguardar. Afinal, não há muito que fazer, individualmente. Assim me parece hoje. Mas acredito que o grande perigo é o povo desesperado acabar elegendo um aventureiro qualquer. As consequências disso? Somente o tempo vai nos mostrar...
 

Comentários

Nenhum Comentário. Deixe o seu comentário!

Mais posts de Jauri Gomes de Oliveira