05/11/2015 às 16:06
Falam pelas suas costas?

Outro dia fui entrevistado sobre concorrência desleal, e depois sobre gente que fala pelas costas do concorrente, do colega de profissão, de trabalho... e claro que há sempre muito a dizer a respeito, pois as nuances são muitas. A realidade é que infelizmente há muita mais gente preocupada em cuidar da vida alheia do que de si mesmo. A atriz Fannie Flagg dizia que “...se as pessoas falarem nas suas costas, lembre-se que você está dois passos à frente.”
Como em tantas outras situações da vida, quando há alguém falando pelas costas é preciso agir estrategicamente tentando primeiro discernir intenções e interpretando os objetivos daquela ação do seu possível oponente. É a primeira atitude para quem quer fazer com que os ataques pessoais percam força e representatividade. Quando alguém ataca a sua imagem longe da sua presença, é preciso primeiro não se importar e manter-se firme na sua posição. Se você é líder, ou é gestor de uma empresa líder de um segmento, é natural que os desafiadores tentem atacá-lo, mas normalmente destes, se esperam ataques leais. A lado ruim, é que nem todos tem dignidade para competir dignamente, mas não é por isso que se deve desenvolver ódio, ou sentimentos de vingança, pois estes sentimentos costumam atrapalhar a estratégia de defesa e contra-ataque. Em geral um ataque desleal, pelas costas, tem por objetivo desestabilizar, entristecer e revoltar, por este motivo, uma ação inversa acaba por irritar o seu oponente. Via de regra, um ataque só é possível se de alguma forma permitimos, pois somos todos responsáveis pelos acontecimentos de nossa vida.
Quanto mais forte estiver a sua marca pessoal, mais resistência haverá aos ataques, mesmo que sejam vários. Uma marca pessoal forte por si só já desencoraja muitos ataques, pois o opositor pode perder credibilidade desde o intento, nestes casos. Evidenciar mais as suas virtudes é uma forma de defesa aos ataques desleais. Quanto mais se investe na marca pessoal, mais valor você terá e menor será a possibilidade de ataques infundados criarem dificuldades. O comportamento de cada um de nós reflete quem realmente somos, é preciso lembrar sempre disso.
Há quem dedique grande energia esperando alguma falha do opositor, para colocá-la em evidência e assim aproveitar-se do momento para tirar o maior proveito. É preciso cuidar das palavras, pois em determinado contexto elas podem comprometer uma trajetória pessoal e profissional. O escritor Oscar Wilde dizia que “Se soubéssemos quantas e quantas vezes as nossas palavras são mal interpretadas, haveria muito mais silêncio neste mundo.” É preciso evitar sobretudo, que a ansiedade e as provocações se transformem em palavras que podem ser utilizadas de forma distorcida mais tarde.
Sun Tzu em sua obra “A arte da guerra” lembrava com frequencia sobre “a importância de conhecer o inimigo”. A prudência deve ser nossa companheira sempre, impedindo a ansiedade de nos atrapalhar nas decisões e atitudes. Pensar muito antes de agir, avaliar bem o que será dito, são dicas de ouro para a maioria das coisas da nossa vida.
Infelizmente ainda vemos algumas pessoas que pensam que é possível agradar a todos e isso só causa sofrimento para quem tenta, tanto quanto para quem espera. É preciso lembrarmos todos e com frequencia que a liberdade é mais importante que qualquer outra coisa nessa vida. Todavia, há muita gente que não consegue ser livre por diferentes motivos, entre eles a preocupação sobre o que os outros vão pensar a respeito, de que vão fazer ou deixar de fazer. É preciso ser mais forte, ter mais energia e entusiasmo com a sua vida e o que é capaz de fazer, dando mostras de que você está no controle. Se você ainda não tem todas as suas crenças, valores, princípios, crie-os e a seguir, mantenha-se firme neles mostrando-os a você mesmo e ao mundo.
Desejando que cada um dos amigos cuide bem da sua vida, desenvolvendo-a para que seus oponentes tornem-se insignificantes diante dela, deixo um abraço e até a próxima!
 

Administrador, Especialista em Marketing e Mestre em Engenharia de Produção.

É professor da Unijuí e convidado em diversas IES e sócio e consultor da Referenda Consultoria. Também é colunista de 9 jornais e revistas do interior do RS, blogs e newsletters e ainda é palestrante, pesquisador e escritor, com diversos artigos e 4 livros publicados nos temas planejamento, liderança, marketing e educação. 

Email: marcelo.blume@referenda.com.br

Comentários

Nenhum Comentário. Deixe o seu comentário!

Mais posts de Marcelo Blume