15/02/2018 às 17:14
Fidelidade aos negócios locais

Em muitos municípios, percebemos a preocupação com a fidelidade dos moradores aos negócios locais. Em alguns casos, a queixa toma uma dimensão maior do que a realidade dos fatos, em outras, a queixa é pertinente, mas o problema é cada vez mais comum.
Negócios locais fortes permitem mais trabalho, mais empregos, mais renda, mais benefícios aos trabalhadores, mais retornos e segurança para os investidores, mais movimento, mais prestígio, mais satisfação. Este conjunto gera mais tributos, que são a forma pela qual municípios, estados e países têm recursos para atender a população, com infraestrutura e serviços nos mais diferentes aspectos. A tecnologia e a disponibilização dos mais diferentes tipos de dados e informações na internet, permitiram saber com maior precisão o potencial de consumo de cada município e a partir de cruzamentos de informações, entender um pouco melhor o volume da renda gerada pelos salários da população empregada, bem como a parcela que evade, para municípios vizinhos e outras regiões.
Não há como reter toda a renda gerada no município, pois é inevitável que as pessoas gastem seus recursos em deslocamentos por motivos diversos, assim como é inevitável a evolução das vendas online. Contudo, é possível gerar um conjunto de atributos diferenciais e fortes o suficiente para enfrentar toda esta concorrência de fora. Como tantas e tantas situações da vida, há os que não entendem o que está ocorrendo e buscam culpados nos locais errados, há os que se prendem as queixas e ficam impressionados com o que estão vendo e há os que buscam inovar e enfrentar os desafios.
Há muitas possibilidades para enfrentar a concorrência das cidades vizinhas, das viagens de compras e da internet. Ao circular em diferentes cidades, verificam-se as diferenças de organização, limpeza, arquitetura, ruas, canteiros, passeios, fachadas e vitrines muito melhores que outras, formando um atrativo forte. Os preços, o atendimento e a variedade dependem da disposição e da cooperação do conjunto de empresários. A cooperação entre os negócios gera condições para que o cliente de um, prestigie o negócio de outro e assim por diante.
Serviços pessoais como consultas e exames dos mais diferentes campos da saúde, bem como serviços educacionais, revisões de veículos, seminários, feiras, eventos, geram deslocamento de pessoas entre as cidades e comprovadamente são propulsores de maior movimentação da economia local. Nestes deslocamentos, observa-se que os consumidores de serviços em geral vem e vãoacompanhados e aproveitam para antes ou depois, realizar compras e outros serviços. Promover os negócios do município para os clientes dos negócios uns dos outros é uma ação de cooperação importante que impacta na maior fidelização aos negócios locais. Ao gerar estímulos para que os seus clientes prestigiem outros negócios do município é um investimento que proporcionará que os outros negócios estimulem os clientes deles a prestigiarem o seu negócio.
É preciso mais esforço e também coerência. Utilizar jargões como “prestigie as nossas empresas”, ou “compre aqui” não convencem mais ninguém. Adquirir bens e serviços fora e querer que os outros prestigiem o seu negócio, é incoerente. É preciso criar um conjunto de atrativos entre várias empresas locais para reter uma maior parte da renda dos moradores locais, bem como vender mais bens e serviços para quem vem fazer negócios na cidade. Campanhas criativas de valorização do município, de prestígio aos negócios locais, a criação de programas de fidelização de forma cooperada entre as empresas locais, bem como a criação de aplicativos com redes locais de compras via e-commerce e m-commerce são excelentes alternativas. Todavia, é preciso sempre do esforço de cada empresário e sua equipe, na melhoria do próprio negocio e do que ele oferece aos potenciais clientes. A publicidade e a propaganda, assim como eventos podem atrair o cliente até a rua da empresa, assim como os aplicativos de vendas vão colocar os seus produtos na mão dos clientes, mas vender no volume desejado dependerá da competência do seu próprio negócio.
Desejando excelentes negócios, um abraço a todos!
GESTÃO, NEGÓCIOS & CIA –Marcelo Blumemarcelo.blume@referenda.com.br

 

Administrador, Especialista em Marketing e Mestre em Engenharia de Produção.

É professor da Unijuí e convidado em diversas IES e sócio e consultor da Referenda Consultoria. Também é colunista de 9 jornais e revistas do interior do RS, blogs e newsletters e ainda é palestrante, pesquisador e escritor, com diversos artigos e 4 livros publicados nos temas planejamento, liderança, marketing e educação. 

Email: marcelo.blume@referenda.com.br

Comentários

Nenhum Comentário. Deixe o seu comentário!

Mais posts de Marcelo Blume