22/11/2018 às 16:23
Força para mudar

 

Muita gente quer que o País mude, mas conforme já refletimos aqui, há mais gente querendo que os outros mudem, do que gente disposta a mudar o que está ao seu alcance. Com frequência vemos pessoas criticando os políticos nos escândalos que saem na imprensa, ao mesmo tempo que cometem ilicitudes, sonegam, desviam, mentem, fraudam.

Para mudar o País, precisamos de muito mais força e as eleições que acabaram ou qualquer uma das próximas, não serão suficientes para as mudanças necessárias, pois a maior força da mudança precisa vir das pessoas com disposição para abrir mão de vantagens indevidas e aumento do respeito ao que é de todos.

A força para mudar também precisa de ações mais positivas de todos em relação as suas próprias vidas, negócios e futuro. As ações nascem dos pensamentos e estes de como se vê o mundo ao redor. Com tanta gente pessimista em relação ao futuro, há pouca chance de avançar. Os governos conseguem fazer cada vez menos e por isso são as pessoas, eu, você e todos os que conhecemos, que tem a força para mudar. Uma frase célebre atribuída a Albert Einstein é “Prefiro ser otimista, e errar, a ser pessimista, e acertar”.

O pensamento otimista é responsável por uma vida com mais qualidade e conquistas, já que os entraves do cotidiano serão analisados com uma perspectiva que valoriza o que pode dar certo, ao invés de focar nos problemas e no que pode dar errado. Ser otimista na forma de pensar e agir trazresultados mais expressivos e a gente não conhece muitos pessimistas bem sucedidos, não é mesmo?Agir focando nas soluções e não nos problemas, é o que diferencia um otimista de um pessimista. Esta atitude muda todo o foco, redirecionando as escolhas e abrindo a mente e o coração para as ricas possibilidades que a vida oferece. Às vezes é preciso treinar novas formas de pensar e consequentemente de sentir, inovando na maneira de agir, fortalecendo a mentalidade vencedora, especialmente no dia a dia, praticando e alimentando o otimismo com quem está ao redor.

Neste sentido, destaco algumas reflexões do escritor Eduardo Shinyashiki:

- Comemorar os simples atos da vida, valorizando a simplicidade e as pequenas coisas que geram momentos de prazer, podem animar bastante.

 - Seja você mesmo: não precisa ser igual aos outros para ser realmente feliz e satisfeito. É preciso ir ao encontro de nós mesmos, da nossa originalidade, autenticidade, beleza e força.

 - Cuide da sua atitude mental: foque seus pensamentos em direção ao positivo e nas soluções, não nas dificuldades e problemas.

 - Atenção com as palavras que você usa. É importante lembramos que é por meio das nossas expressões e intenções que manifestamos a nossa vontade. Frases como “não consigo”, “já tentei”, “não vai dar certo” e “a vida é difícil”, não ajudam. O que falamos a nós mesmos e aos outros, constroí a realidade, a maneira de ver o mundo e modelam atitudes e condicionam as decisões tomadas.

 - Lembre-se de que a importância do bom humor e dos sentimentos positivos está documentada cientificamente. Inclusive, rir mais e levar as coisas com leveza, prolonga a vida.

 - Cuide de você e respeite suas necessidades: cultive os seus sonhos e os relacionamentos interpessoais verdadeiros e profundos. Cuide do corpo, da espiritualidade e da força interior. 

 - Tenha em mente o poder e a força de objetivos definidos e claros. Crie ações para realizar suas metas, organize recursos e tempo, pois a cada resultado alcançado, vive-se uma experiência de sucesso, consolidando, assim, a autoconfiança e o otimismo.

Finalizando, amigos, reforço o entendimento de que a força para mudar está em nós mesmos e para isso é preciso mais esperança, mais respeito, mais otimismo paraevoluir e superar as dificuldades, com foco nas soluções e busca de oportunidades.

Um abraço e até a próxima!

Administrador, Especialista em Marketing e Mestre em Engenharia de Produção.

É professor da Unijuí e convidado em diversas IES e sócio e consultor da Referenda Consultoria. Também é colunista de 9 jornais e revistas do interior do RS, blogs e newsletters e ainda é palestrante, pesquisador e escritor, com diversos artigos e 4 livros publicados nos temas planejamento, liderança, marketing e educação. 

Email: marcelo.blume@referenda.com.br

Comentários

Nenhum Comentário. Deixe o seu comentário!

Mais posts de Marcelo Blume