29/11/2018 às 13:05
Metas para 2019

 

A ideia de que novembro é o mês de fazer cálculos para ver se alcançamos as metas é hábito que vem desde a escola, antes do período das provas finais, fazendo as contas de quanto está faltando para os resultados finais desejados. No meio empresarial, novembro é um dos meses mais concorridos do ano, especialmente na prestação de serviços e na indústria. Profissionais de vendas e empresas aceleram para aproveitar o movimento do fim do ano, reformas, eventos e as encomendas do comércio para dezembro. O comércio, por sua vez, se organiza para aproveitar ao máximo o aumento do poder de compra dos consumidores a partir da injeção de recursos do 13º salário tanto de aposentados e pensionistas, quanto dos trabalhadores ativos. As oportunidades do ano para alcançar e superar as metas chegaram!

Aqueles que têm o hábito de só rever as metas no final do período podem ter algumas surpresas e descobrir que será impossível chegar ao resultado esperado. Muitas empresas tem a cultura de só revizar as metas na terceira dezena do mês, ou no último trimestre do ano, quando muitas vezes é mais difícil realizar uma reavaliação, ou ação corretiva. O bom é ter metas semanais, o que permite correções ao longo do mês e consequentemente, chegar ao fim do ano mais próximo do resultado esperado.

Metas são resultados que a organização precisa alcançar em determinado prazo para concretizar sua visão, sendo competitiva no ambiente atual e no futuro. Atingir uma meta é acertar um alvo. Enfrentar o desconhecido, as novidades, as mudanças que vem para o próximo ano, é sempre um desafio mental, antes de tudo. Avaliar as competências da equipe, a participação, a individualidade dos integrantes, a capacidade de cooperação e de competição é muito importante para levar em conta ao definir as metas. As ferramentas existentes e a velocidade necessária também precisam ser consideradas nesta hora.

O melhor é estabelecer metas com a participação dos responsáveis por cumpri-las, visando um maior comprometimento. Em primeiro lugar é preciso ter convicção do alvo a ser atingido em grupo. As metas precisam ser quantificadas, ter responsáveis e ter cronograma bem claro. É muito importante que os objetivos estejam bem definidos e que sejam compartilhados com os envolvidos.

A estratégia é a arte de explorar condições favoráveis para alcançar objetivos específicos, segundo Michael Porter. Portanto meta deve ser entendida como um ou mais objetivos específicos a serem alcançados. É preciso começar planejando bem e as metas anuais, desdobradas em metas trimestrais, mensais, semanais, devem fazer parte das estratégias e do plano estratégico da organização. Um plano bem construido e detalhado só funciona com ação. Por este motivo e pelo comprometimento das pessoas, é preciso lembrar que não dá para fazer um plano sozinho. Além da ajuda de especialistas, é importante envolver a equipe e as lideranças no processo.

É preciso evitar o estabelecimento de muitas metas para as mesmas pessoas cumprirem. O que fará a diferença é a qualidade das metas e não a quantidade. Ao escolher quais metas ficam no plano, ter o foco bem definido e presente, é fundamental. A regra é não “atirar” para todos os lados. Ter muitas metas, além de dissipar a energia e de gerar ansiedade, pode ter como efeito colateral, a perda do foco no objetivo principal. A organização pode ter um somatório grande de metas, desde que distribuidas em pequenos grupos, para diferentes setores e responsáveis, desde que estejam articuladas entre si.

O alcance de resultados, seja para cada profissional, ou para um grupo se considerar equipe, é muito importante ter bem claro onde se quer chegar. Ter uma visão bem definida e um conjunto de metas claras, quantificadas e com prazos estabelecidos são decisivos para o sucesso das equipes e das pessoas.

Um abraço e até a próxima!

Administrador, Especialista em Marketing e Mestre em Engenharia de Produção.

É professor da Unijuí e convidado em diversas IES e sócio e consultor da Referenda Consultoria. Também é colunista de 9 jornais e revistas do interior do RS, blogs e newsletters e ainda é palestrante, pesquisador e escritor, com diversos artigos e 4 livros publicados nos temas planejamento, liderança, marketing e educação. 

Email: marcelo.blume@referenda.com.br

Comentários

Nenhum Comentário. Deixe o seu comentário!

Mais posts de Marcelo Blume