27/12/2018 às 16:45
O respeito do líder

 “As pessoas não querem um chefe amigo. Querem um líder que as ajude a alcançar metas". A frase é do empresário Brian Scudamore, que publicou um artigo no site Inc.com que teve boa repercussão entre colunistas de diversas revistas, como a Época Negócios. O autorconta como pode-se fracassar ao tentar ser um “chefe legal”, e deixou dicas para uma liderança efetiva, comentadas brevemente neste espaço.

 

 

Brian afirma que as pessoas não querem que seu chefe seja seu melhor amigo, pois elas “querem um líder que apoie seu sucesso e as ajude a conquistar suas metas”. De acordo com o empresário, é melhor ser um chefe que todos respeitam do que um amigo de toda a equipe. Brian afirma que chegou a essa conclusão depois de tentar “ser um chefe legal e criar um ambiente divertido para o trabalho”, no começo do seu negócio. “Meus esforços saíram pela culatra: toda vez, algo dava errado. Era quase impossível dizer aos meus ‘amigos’ que eles estavam falhando”, diz o empresário. “Percebi que não os conduzi ao sucesso. Agindo primeiramente como amigo, falhei em ser o bom líder que eles precisavam”. Ele diz que percebeu que as pessoas realmente precisam de um chefe honesto e respeitoso, que trate a todos com imparcialidade, equidade e que dê feedbacks úteis. Com a experiência de ter experimentado diferentes formas de liderar as equipes da sua empresa, Scudamore escreveu quatro dicas para ser um líder efetivo:
 
 
1. Estabeleça limites – Considerando que se passa a maior parte útil do dia no trabalho, é natural criar um relacionamento com os colegas, mas é preciso definir limites desde o primeiro dia. O bom ambiente de trabalho é casual com líderes acessíveis, mantendo avaliações regulares para entender o que está e o que não está funcionando.
“Interações com os subordinados diretos devem ser sempre tratadas com profissionalismo e integridade”, sugere Brian.
 
 
2. Evite o favoritismo - É muito importante que não se crie alguma espécie de “favoritismo” nas equipes, isto porque os membros de um time que sentem que alguém está tendo um tratamento especial, perdem o respeito pela autoridade. O líder precisa ser objetivo, mantendo todos “remando juntos”. Quando todos são cobrados e orientados da mesma forma, se estabelece uma fonte de amparo para qualquer conflito que surja. 
 
 
3. Ajude subordinados a definir e alcançar suas metas – Gerentes, Diretores, Executivos que ajudam suas equipes a definir e alcançar suas metas têm times mais engajados, produtivos e criativos. Realizar reuniões semanais para definir e revisar metas, discutir a melhor solução para os problemas que aparecem é o que assegura aos bons chefes que estejam “de olho” no que está acontecendo e, ainda, que os times estão recebendo o suporte de que precisam.
 
 
4. Conquiste o respeito de sua equipe– O empresário afirma que é melhor ser um chefe respeitoso e respeitado, do que ser o camarada de todo mundo. “Há um equívoco de que sua equipe vai te odiar se você não pegar leve com eles. Na verdade, ser um frouxo prejudica a lealdade do empregado e reduz sua produtividade”, afirma Scudamore.
 
 
Um bom líder precisa saber quando é hora de relaxar e quando é hora de trabalhar duro, e transmitir isso para a equipe. Quem encontrar este equilíbrio, certamente terá uma boa equipe e com sorte, a gratidão de quem colherá os resultados a longo prazo.
 
 
Desejando uma melhor liderança e um melhor desempenho nos negócios dos amigos leitores! Desejo um Próspero 2019 a todos!
 
 
 
 

Administrador, Especialista em Marketing e Mestre em Engenharia de Produção.

É professor da Unijuí e convidado em diversas IES e sócio e consultor da Referenda Consultoria. Também é colunista de 9 jornais e revistas do interior do RS, blogs e newsletters e ainda é palestrante, pesquisador e escritor, com diversos artigos e 4 livros publicados nos temas planejamento, liderança, marketing e educação. 

Email: marcelo.blume@referenda.com.br

Comentários

Nenhum Comentário. Deixe o seu comentário!

Mais posts de Marcelo Blume