26/12/2014 às 16:58
Exemplos de liderança em Jesus Cristo

Nestes dias nos reunimos, confraternizamos, oramos, trocamos presentes, abraços e desejos de saúde e paz com a família, colegas, amigos, além de decorarmos casas, empresas, praças, ruas, repartições. Este grande conjunto de ações que mobiliza e sensibiliza boa parte do planeta tem como motivador original o aniversário de Jesus Cristo. Muita gente até hoje é intrigada sobre como este homem fez e faz tanto sucesso não sendo um modelo de beleza, não tendo curso superior, nem escrito um livro, ou participado de programa de TV, ou filiado a partido político e sequer tinha dinheiro.
Assim como tantos outros, entendo que o sucesso de Jesus Cristo está no modo como ele se relacionava com as pessoas, fazendo-as se sentirem amadas. Os escritos mostram que ele valorizava as pessoas a sua volta e elas acreditavam que podiam ser grandes, a partir de um líder que procurava fazer com que seus seguidores se desenvolvessem, criando muitas formas de prepará-los e motivá-los.
Uma das coisas que não mudaram até hoje é o fato de todos quererem ficar perto de pessoas que fazem as outras se sentirem bem. Independentemente de idade, renda e posição social todos querem estar rodeados de pessoas de bom humor e em paz com a vida. Por outro lado, conhecemos e convivemos também com pessoas que geram um clima péssimo desqualificando familiares e colegas. O fato é que ao nosso redor sempre haverá as pessoas emocionalmente inteligentes e os egoístas e individualistas.
Ser inteligente emocionalmente é reunir todas as nossas forças para estabelecer relacionamentos de confiança e compromisso com que está próximo. Para isso é preciso se colocar em uma posição de servidão e fidelidade para que o outro possa nos devolver uma amizade sincera e duradoura. É preciso suportar críticas, mágoas e eventualmente posições que consideramos injustas, gerando um escudo emocional para nos relacionarmos de forma inteligente com os outros, sobressaindo-se na sociedade.
Quando alguém aprende que a vida é uma via de mão dupla, onde temos que pensar sempre com sinergia e não com individualismo, ela já deu um dos passos mais importantes para esta caminhada. Também é necessário sermos estrategicamente sociáveis para que as pessoas nos enxerguem como seres confiáveis e fidedignos. Algumas pessoas precisam ser ouvidas e confortadas de vez em quando, mas infelizmente, poucos possuem paciência e talento para exercer essa prática. Certamente, líderes verdadeiramente competentes são acessíveis, bons ouvintes e excelentes conselheiros, pois sabem que são procurados por demonstrarem que são brilhantes nas decisões, na busca de soluções e na motivação.
Um bom líder incita novas mudanças constantemente, fazendo com que seus liderados busquem novas informações e atualizações. Também é preciso desenvolver a capacidade de fazer as pessoas compreenderem suas ideias, pois um ótimo líder tem a inteligência de transmitir suas ideias de forma clara, objetiva e agradável, tornando sua comunicação uma atividade eficiente que faz com que seus liderados tenham mais facilidade não só de assimilação, mas principalmente de pôr em prática o que foi orientado e solicitado. Não esqueçar que usar exemplos que estimulem é sábio, assim como a utilização de metáforas que podem ser aplicadas ao que você quer da sua equipe.
É preciso desenvolver a capacidade de inspirar as pessoas, inclusive os que são brilhantemente competentes, pois eles precisam ser atingidos no coração, por alguém extremamente honroso e virtuoso que mostrou para eles o que é ser nobre, irreverente, intrépido e comprometido com a causa. Em outras palavras, é somente por conviverem com um líder que é exemplar em todas as suas ações que tais profissionais se sentiram na obrigação de serem pessoas de caráter e índole incorruptíveis.
Se apresentar eficientemente e em momentos oportunos, suportar críticas e frustrações, entreter as pessoas e ainda ser uma pessoa leal e pura, fazem parte da fórmula do sucesso em relações interpessoais e sociais. Uma pessoa é querida não pelos presentes, pelas surpresas, ou qualquer tipo de benefício externo, e sim pelo que é sentido.
Desejando um feliz e abençoado Natal, iluminado pelas luzes do novo ano cheio de esperanças, deixo um forte abraço para todos!


GESTÃO, NEGÓCIOS & CIA – Marcelo Blume

 


Marcelo Blume é Administrador, Especialista em Marketing e Mestre em Engenharia de Produção. Vice-diretor da FAHOR e professor convidado em diversas IES, também é sócio e consultor da Referenda Consultoria, palestrante, pesquisador e escritor, com artigos e 4 livros publicados na área de gestão.

 

 

 

Administrador, Especialista em Marketing e Mestre em Engenharia de Produção.

É professor da Unijuí e convidado em diversas IES e sócio e consultor da Referenda Consultoria. Também é colunista de 9 jornais e revistas do interior do RS, blogs e newsletters e ainda é palestrante, pesquisador e escritor, com diversos artigos e 4 livros publicados nos temas planejamento, liderança, marketing e educação. 

Email: marcelo.blume@referenda.com.br

Comentários

Nenhum Comentário. Deixe o seu comentário!

Mais posts de Marcelo Blume