13/06/2017 às 10:40
ROUPA SUJA

Com a ausência do ‘Senhor Sol’, por vários dias, o vestuário fica acumulado próximo ao tanque destinado a lavar a roupa.
Fogões foram ativados. Varais aumentados. Lareiras, tentando diminuir a umidade interior. Ferros terminam de executar a secagem. Calças jeans com aquele perfume.
Até a terra vermelha já estava em lágrimas. Não consegue chegar a pó. Barro vermelho feliz. Porcos deveriam estar radiantes (aqueles que nasceram no meio dele).
Porém, intriga o lamaçal interior. Não há água que consiga limpar tamanha desordem do sujeito. Irrita-se por pequenas coisas.
Olhem as ruas. Só as folhas as sujam? Não. A mão humana, grandemente, contribui. Com a diminuição de carros nas ruas centrais, pode ser verificado a desordem na sarjeta. Papéis. Restos de cigarros. Cascas de banana. Lixos remexidos. Papelões. Barbantes. Latas. Enfim, objetos pequenos, que somados, formam lixões. Quem os colocou ali?
A ‘limpeza’ inicia em casa. Mães não deixam os príncipes e princesas por a mão na massa. Começar desde pequenos. Habituem a serem higiênicos. A cumprir ordens. A serem importantes no ‘quebra-cabeça’ domiciliar. Responsabilidades. Um dia a limpeza corre por conta do (a) adolescente.
Os deveres seguem junto para a escola. Que bom seria retornar ao tempo em que cada semana um grupo era destinado à limpeza da sala. Ninguém morria por isso. Atualmente, direitos, mais direitos...
O bom comportamento individual não combina com desordem coletiva. Quem vai para a baderna? Para a depredação? Drogados? Não. Líderes travestidos de autoridade levam a massa. Problemas são resolvidos em casa. Talvez uma mesa redonda, onde cada um põe suas ideias. Todos com chance de se manifestar. Isto é educação.
Esqueceu-se de lavar a roupa, pois roupa suja se lava em casa ou em lavanderias ou lavadores públicos que poderiam retornar (antiga fonte).
Não deixem que ‘autoridades’ resolvam problemas de seus filhos. Eduque-os antes.
 

Médica

Comentários

Nenhum Comentário. Deixe o seu comentário!

Mais posts de Norma Benvenuti