27/06/2017 às 15:19
NAVEGAR SE PRECISO

A imobilidade gera doença. Física e psíquica. Além disso, engorda.
Há pacientes obcecadas pelas estrias gravídicas abdominais e coxas. Contudo, não movem um dedinho para controlar seu peso. Cremes e mais cremes. Aqueles de última moda, lançamentos. Onerosos. Podem ser empregados. Mas, somente seu uso, não zera o estiramento de fibras musculares.
Dores lombares (nas ‘cadeiras’) podem ser evitadas com exercícios contínuos de alongamento. Pela manhã, ao acordar, alongar braços, pernas, tronco, pescoço. Posicionar-se para dormir. Ao passar para posição em pé, faça-o lateralmente. O desequilíbrio postural ocorre, normalmente, na gestação. O abdome vai para frente (a coluna acompanha – lordose aumenta); os pés se afastam para manter a base de sustentação. É o andar de ‘patinha’ (anserino). Ocorre, naturalmente. A coluna lombar cansa. Daí as dores. É necessário alongá-la. Isto deve ser realizado diariamente. Não ache doenças onde inexiste.
Câimbras, formigamento das extremidades, dificuldades respiratórias, melhoram com exercícios aeróbicos. Caminhadas, três vezes por semana, de 30 a 40 minutos. Manter posição em pé por muito tempo, ou mesmo, sentada, pode levar a dores e falta de ar. O exercício, aeróbico, ativa a circulação. Gravidez não é doença. Afazeres domésticos geram bom condicionamento físico. Diminui pré-eclâmpsia, diabete, aumento de peso, humor.
Uma boa atividade física, supervisionada por profissional competente, torna o estado gestacional saudável e agradável.
Exercícios próprios para a musculatura perineal concorrem para um bom período expulsivo de parto, não deixando flacidez destes músculos. Importante nas relações sexuais a posteriori e incontinência urinária. Cirurgia corretiva com músculos flácidos ‘cai tudo de novo’.
Outro fator que melhora o desempenho, ao lado da atividade física, consiste numa boa alimentação. Cita-se a diminuição de sódio, acrescer ferro e beber muita água. Elimine os ‘pozinhos’ brancos: farinha de trigo, sal, açúcar.
Para melhorar seu estado gestacional não complique. Siga, em primeiro lugar, um aprendizado de ser mãe. Para isto, navegue se preciso.
 

Médica

Comentários

Nenhum Comentário. Deixe o seu comentário!

Mais posts de Norma Benvenuti