16/08/2017 às 09:08
DITADURA DA BELEZA

 ‘É possível ver muitas mulheres, homens e jovens perdendo sua liberdade para agradar às pessoas ou se encaixar no padrão criado pela sociedade. Como consequência, têm-se doenças causadas pelos remédios para emagrecer, pela má alimentação, com dietas malucas, pelo excesso de exercícios físicos ou por cirurgias plásticas. Assim, pode ocorrer a perda da vida social, pois há a preocupação excessiva com a imagem. Um ponto positivo é que para desmistificar essa ‘ditadura’ da beleza, grandes empresas já incluem outros biótipos em suas campanhas para atender aos consumidores de seus produtos’ (Indianara G. Klumb – São Lourenço do Sul – Correio do Povo 10/08/2017).

Quando os concursos de beleza eram, realmente, naturais, se encantava com moçoilas elegantes, sorridentes, desfilando, garbosamente nas passarelas nacionais e internacionais. A Miss Brasil era aguardada. Beleza Internacional e Miss Mundo idem. Quem não recorda Marta Rocha, Maria José Cardoso, Ieda Maria Vargas, Marta Vasconcelos? 
O mercado embelezador gerou uma grande loucura. E isto desde a tenra infância. É tal de vitrinar nenês, crianças, jovens, nada vendo com querer bem, amar, cuidar, educar. Consumismo a mil!
As escolas se ‘modernizaram’. Nada de uniforme. Observem outros países, e mesmo aqui, escolas particulares uniformizam.
Apelo para relações sexuais precoces se identificam na mídia. Roupas, faltando ‘tecido’, música, cosméticos em excesso, gastos; o corpo em contínua briga com o espírito. Consumismo é o responsável?
Concorrências de tênis, mochilas, supérfluos, nada de uso do material escolar do ano anterior; disciplinas escolares navegando, superficialmente; direitos humanos justificando tudo. Bagunça geral!
Contudo há exceções. Famílias, escolas, associações que visam o progresso intelectual, moral, físico de crianças, adolescentes, idosos, dando um novo raiar de futuro firme e empreendedor. Cobranças leves, pensantes, alegres. Há solução. Iniciar em casa. Nada de superficialidade. Comemorações familiares deveriam ser autênticas. Dia dos pais, mães, vizinho, amigo, criança, avós não são apenas um dia do ano. Dura uma eternidade.
Deixe um pouco a ditadura da beleza de lado e plante uma semente de vida fecunda e atrativa. Ideia você tem. 
 

Médica

Comentários

Nenhum Comentário. Deixe o seu comentário!

Mais posts de Norma Benvenuti