22/08/2017 às 16:48
SOS OSSOS

Ganhar tecido ósseo, ou seja, deixá-lo com bom aporte de Ca, acontece, naturalmente, até os 25 anos. Convém ressaltar que, para isto, requer uma boa alimentação e prática de exercícios físicos. Escolas e associações de bairros poderiam incrementar programas com esta finalidade. Após a idade, assinalada anteriormente, há um decréscimo. Nas mulheres, em especial, após cessar a menstruação (menopausa), o cálcio descamba de vez. Junto a este há uma deficiência de Vitamina D.
Tanto o Ca como a Vit. D são absorvidos pelo intestino. A vitamina D passa por transformação no fígado e rim. Esta vitamina regula a absorção do cálcio.
A vitamina D, pelo efeito dos raios solares, também, penetra no organismo. Nesses processos bioquímicos entram em ação intestino, fígado, rim e pele.
Na alimentação a vitamina D pode ser encontrada em peixes, gema de ovo, fígado, cogumelos.
Além da prevenção e tratamento da osteoporose, outras condições clínicas estão sendo avaliada, como o papel da Vitamina D nas doenças cardiovasculares, prevenção do câncer de mama, imunidade e regulação do equilíbrio do cálcio.
Baseada em evidências, o aporte de vitamina D e Ca, após a menopausa, previne a osteoporose e osteopenia. Sendo assim, toda mulher após a menopausa, então no climatério, deve suplementar cálcio e vitamina D, independente de exames laboratoriais. Estes podem ser realizados, mas na grande maioria, vão dar deficiência. Esta deficiência de vitamina D não é um resfriado onde se faz um diagnóstico por sintomatologia. A vitamina D traduz ‘doença’, lentamente, com o passar dos anos.
Vale a pena lembrar que os ossos são os últimos órgãos a se entregar para a vida. Ajude-os a obter uma longa vida. Socorra-os!

 

Médica

Comentários

Nenhum Comentário. Deixe o seu comentário!

Mais posts de Norma Benvenuti