19/12/2017 às 10:57
NÃO PASSE EM BRANCO

Há pessoas que nada as estimulam.
Datas. Festas. Notícias boas. Convites. Ritos religiosos. Família. São amargas. Fel. Pessimistas. Nada vai dar certo. Nem tentam. Conversar com elas torna um clima pesado. Será que elas se dão por conta? Oportunidades delas se introduzirem com amigos não faltam. Muitas delas, ainda, afirmam que estão depressivas. Eta depressão fajuta!
Quando se vê o alvoroço nas ruas em épocas de festejos populares, religiosos, feiras municipais, elas ficam naquela pasmaceira, curtindo dor nas pernas e outras ‘oses’ possíveis.
Meter a cara em campanhas sociais, ler muito, praticar algum tipo de atividade física, nutrição de bem com o corpo, traduz melhoria do índice de saúde da população. Nada de diabete, hipertensão, dores mínimas com máximo de comentários. Para melhorar o local onde se vive, todos devem fazer a sua parte, sem comentários fúteis, que nada ajudam.
Exemplifiquem- se ao passar na mente pessoas altruístas, onde a vida já apresentou provas suficientes para quedas. Dão uma tropeçadinha momentânea e segue o baile da vida. Elas estão aí, trabalhando em prol do outro, tornando a vida desse mais feliz, útil, cristão. Passa pela mente a atividade no Lar Escola, Lar do Idoso e outros grupos com ideias inovadoras, sempre pensando em melhorias de vida. Adeus às dores, ansiedade e doenças.
A compensação de pessoas alheias ao mundo, porém, em pleno uso de suas faculdades mentais, se observa na procura de profissionais de saúde, pilhas de exames laboratoriais (é claro que têm plano de saúde!), via-sacra para fisioterapia, massagista, florais, etc. Outras, alheias até aos vizinhos, ficam naquela rotina, levantar cedo (nenhuma oraçãozinha ao Criador), cozinha, tanque, vassoura, ferro de passar (quando passa!), mate todo o dia (pobre estômago!), cigarro na ponta dos dedos amarelos, novela, TV e noite insone. Quando percebe, a vida passou célere, em branco. Dá vontade de sacolejar. Acorda! Não naufrague. Pare de fazer amigos tipo Dona Sertralina, Amitriptilina, Paroxetina, Seu Diazepan, a metida Fluoxetina e outros amigos. Companheiros (as) fogem...
Branco? Somente vestuário de profissionais de saúde em serviço. E, ainda, o giro do disco de Newton.
 

Médica

Comentários

Nenhum Comentário. Deixe o seu comentário!

Mais posts de Norma Benvenuti