28/05/2018 às 14:46
AZUL E ROSA

O esquadrão bicolor não deixa de marcar com carinho este mês. Foi nesta data, que se aprendeu a ser gente através de ensinamentos de uma Escola que tinha tudo para deixar a juventude ocupada com ‘indústrias’ marianas, que a cada semana tinha uma nova tarefa que exigia esforço individual e da turma. Era estimulante chegar à escola e ver se a florzinha estava chegando próxima a Nossa Senhora. E aquela turma barulhenta – mais tarde meninas de 66 – lutava muito para chegar perto dela.
As bandeirolas azuis e rosa tremulavam ao chegar pela manhã. Tudo era emocionante. Parece que até os pássaros cantavam diferente. E Irmãs atentas observavam os preparativos para a procissão que circularia nas ruas centrais. A coroação de Nossa Senhora era preparada com carinho e muita precisão pelas alunas do último ano do Médio. Pétalas, andor, cânticos, vivacidade, famílias envolvidas, professores não conseguiam dar suas aulas, conforme o planejado, pois havia muitos ensaios, um entra e sai de alunas. Mas o maio passava e começava o junho do Sagrado Coração de Jesus. Data religiosa é que não faltava.
Hoje, se comenta em reunião de ex-alunas, a riqueza de orações, reflexões, crescimento interior, uma vida pródiga de ensinamentos salesianos que persistem nos corações de cada uma, como uma lembrança vivaz e norteadora de ações na família, na comunidade e, espalhadas por todo canto. São Luiz Gonzaga tem um potencial de crescimento, onde a mãozinha de cada ex-aluno(a) administra com zelo e fibra. São diretores de escolas, catequistas, empresários, mães e pais de famílias, comerciantes, lojistas e um infinito número de pessoas sob o comando da Mãe Salesiana, fazendo desta terra missioneira, um solo fecundo e promissor.
Neste maio, dê uma chegadinha à igreja Matriz e faça uma pequena oração na sua imagem – a pioneira, que chegou junto com as primeiras irmãs salesianas, locada à esquerda ao entrar-, agradecendo a vida e depositando confiança e otimismo em dias futuros.
O azul e rosa não perde sua força!
 

Médica

Comentários

Nenhum Comentário. Deixe o seu comentário!

Mais posts de Norma Benvenuti