11/12/2018 às 16:22
DOAR

                

         Dar, doar, doar-se.

         De alma lavada.

         Assim se sente a pessoa que consegue dar minutos de seu tempo ao outro. Este, por vezes, se reconforta ao saber que tem alguém que se preocupa com ele.

         Muito fácil dar, apenas, bens. Doar já preenche mais vazio, depende de pensar, organizar, ir à luta.

         O sentimento de doar pode gerar revolta a quem está decidido a empregar o verbo. Quantas mães, vizinhas, esperam sentadas as doações. Não erguem uma palha para modificar o seu básico mundinho. Remédios o postinho tem. A equipe do ESF comprometida com a saúde pública. Bolsa disto, disso, daquilo. Auxílio doença, maternidade (e dá-lhe filhos!). Tardes bem acomodadas nos seus banquinhos, ‘pitando’, conversando com a comadre, acelerando o processo de descobrir onde serão entregues os donativos. Será este o carrossel da vida?

         Exames laboratoriais têm que ser de graça. Acúmulo de medicamentos em casa constitui riqueza. Receber aviso da chegada do preventivo, obrigação da equipe. Trazer medicação, controle vacinal é obrigação do profissional e, não do receptor destas dádivas. Será certo tudo isto?

         Ao conversar com amiga, ela relatou a história do pedinte. Deu algo a primeira vez. Ele voltou. Então, ela resolveu ajudar de outra maneira. ‘O senhor vai limpar o pátio (folhas secas que necessitavam ser retiradas), varrê-lo para receber o seu justo pagamento’. Não se sabe se ele retornou.

         Não se vende saúde. Esta se conquista com trabalho, otimismo, educação, confiança, sensação de dever cumprido.

         E o doar-se?

         Aí tem! Significa comprometimento com alguém que realmente precisa de ajuda, independente da classe econômica social. Ensinar a trabalhar, a ser útil, ser saudável, a sorrir.

         Este é o ‘doar-se’ compreendido em qualquer profissão.

         Doe-se. Não espere glórias terrenas. O céu o recompensará.

 

 

Médica

Comentários

Nenhum Comentário. Deixe o seu comentário!

Mais posts de Norma Benvenuti