27/12/2018 às 16:49
GENTE TEM!

 Tem gente. Ah se tem! Humanos.

 

            A humanidade está viva.
            Ainda há gente que:
- pensa; constrói arranha-céus para escapar de redemoinhos de pensamentos contra a vida;
- de um pequeno alfinete planeja milhões de peças para doar a quem não as possui;
- apesar de tormentos no seio da família, luta para deixá-la mais unida, mais serena, menos conflitiva;
- saboreia a vida, distribuindo sorrisos, abrindo a boca para um sonoro bom dia, boa tarde, boa noite, até outro dia, passe bem, vá com Deus, fique com Deus;
- se alegra ao ver uma melhoria no quadro doentio do outro, apesar de um diagnóstico/prognóstico nada promissor;
- encara seu estado de doença, aproveitando seu resto de vida de maneira construtiva e não dependente;
- no corre-corre dos dias de hoje, acha tempo para doentes com necessidades físicas e emocionais, confortando-os e animando-os;
- estuda, trabalha e vê um horizonte melhor, mais colorido, mais construtivo ao crescimento intelectual e espiritual;
- lota praças para aplaudir o trabalho dos outros, estimulando-os a continuar com o belíssimo empreendimento em favor de pessoas;
- descobre-se capaz de dar a volta por cima, apesar de todos os contras que a sociedade impõe;
- une-se ‘na alegria e na doença’, fortificando suas próprias vivências e a dos outros;
- descobre a solidão alheia e dá um ‘empurrãozinho’ para torná-la mais comunicativa e desmanchando a ‘carranca’, característica de pessoas de mal com ela própria e com a vida;
- estimula a vida familiar, reinventando pequenas coisas, que contribuem para um clima mais colorido e menos pesado;
- gosta da vida;
            PROCURA-SE, E SE ACHAM MILHARES, GRAÇAS AO ONIPONTENTE, GENTE QUE NÃO ROUBA, MAS FAZ.
 
 
            Neste ano, seja amigo dos dentistas, sorria. Seja gente!
 
 
 
 

Médica

Comentários

Nenhum Comentário. Deixe o seu comentário!

Mais posts de Norma Benvenuti