22/03/2019 às 15:56
RISCOS PREVISTOS

 Não seriam necessários grandes estudos para chegar a conclusões certeiras futuras.

            Previsões do tempo são fornecidas por antepassados, adiantando-se para construção de habitações (até o quero-quero!), navegação, tsunami (elefantes correm para local mais alto), caboclos com seus ditados (serração que baixa é sol que racha), odor dos estábulos, indicando chuvas próximas, roupas que não secam no varal (umidade)... Enfim, uma série de fatos que denunciam clima, vento, chuva, tempestade. Com isto em mãos, se encaminhava um dia a dia, diferente do previsto anterior.
            Preocupa a obesidade em qualquer faixa etária. Crianças com excesso de guloseimas. Uma previsão de futura diabete. Em vez de bala, pirulito, refrigerante, dê uma maçã, banana, suco natural. Ensine desde cedo a não receber toneladas de glicose.
            Pessoas adultas, ou mesmo jovens, fixadas em exames de colesterol; já é doença; e, ainda, acham que sabem de tudo! Ao contrário, mostram uma total ignorância de sua saúde ao ‘exigir’ exames repetitivos. Pare com esta mania. Vá caminhar, comer menos, ver menos TV, computador, celular. Faça amigos, pois melhora o astral. Previne doenças como diabete, hipertensão, cardiopatia; ainda, dores musculares e articulares, sonolência ou insônia, estresse. Ocupe seu tempo, realizando algo novo. Aprendizagem não há idade. Palavras cruzadas? Vai melhorar a memória SE for indo dificultando os esquemas.
            Aprenda ou reaprenda instrumento musical. Cante. Quem sabe uma batucada. Inspira jovialidade. Dança. Pintura. Saia de sua acomodação.
            Aos com ‘DNA’ mais experiente, previna o Alemão (Alzheimer), lendo mais, escrevendo, viajando... Inove.
            Previsão de saúde não se fixa em batelada de exames complementares, percorrendo longas distâncias. Complementares ‘completam’ para efeitos diagnósticos e condutas médicas a serem adotadas junto a pacientes (nem tanto pacientes!).
            Conviva com vida! ‘Não há nada mais terrível do que a ignorância ativa’ (Goethe).
 
 
 
 
 

Médica

Comentários

Nenhum Comentário. Deixe o seu comentário!

Mais posts de Norma Benvenuti