21/12/2018 às 17:22
Violência nas escolas estaduais diminui 35,9% em 2018
Violência nas escolas estaduais diminui 35,9% em 2018
Concurso da Cipave realizado em 2017 contou com a participação de milhares de estudantes do Estado

O levantamento realizado pela Secretaria Estadual de Educação (Seduc), por meio do Programa Comissões Internas de Prevenção de Acidentes e Violência Escolar (Cipave), demonstra que na comparação do último semestre de 2017 e do segundo de 2018, o número de casos totais de violência nas instituições de ensino diminuiu de 20.698 para 13.276, o que representa uma redução de 35,9%. Além disso, os casos de bullying também diminuíram. No mesmo período, as ocorrências passaram de 2.452 para 1.192, o que significa uma diminuição de 55,5%. A pesquisa foi realizada com 1.003 escolas nos três últimos semestres e está disponível no site da Cipave.

 
Outros dados bastante positivos, dizem respeito aos casos de agressão verbal e física a professores ou funcionários. No mesmo período, entre um ano e outro, no primeiro item, houve uma baixa de 2.655 para 1.360, o que representa uma queda de 48,8%. No segundo item, a redução foi de 139 para 113. Nesta situação, significa menos 18,7%.
 
 
A coordenadora estadual do Programa Cipave, Luciane Manfro, atribui as reduções ao bom trabalho realizado pelas instituições parceiras que, entre os anos de 2017 e 2018, promoveram 37 mil visitas às escolas. Além disso, ela destaca também a iniciativa dos jogos Baneville e “Aventuras da Cipave” que contribuem de forma pedagógica para o combate à violência. “Nós tivemos nos últimos dois anos excelentes contribuições que auxiliaram na redução das ocorrências. O papel das instituições envolvidas é muito importante e os jogos são ferramentas que os professores podem trabalhar em sala de aula”, analisa.
 
 
Jogos
 
O jogo Baneville, que já é conhecido e conta com mais de 40 mil jogadores, comporta várias etapas e tem o objetivo de criar um ambiente para trabalhar a resolução de conflitos como bullying, indisciplina, segurança, saúde e trânsito. Através da moeda virtual Cipave é possível concluir missões e realizar diversos benefícios na comunidade escolar. 
 
Já o game “Aventuras da Cipave”, disponível desde o mês de novembro, tem a proposta de proporcionar aos estudantes mais informações sobre a prevenção de acidentes, bullying e cidadania de forma educativa e divertida. A centopeia, que é o símbolo da Cipave, passa por várias fases cheias de armadilhas, plataformas, rampas e muitos desafios. Ambos os jogos estão disponíveis no site da Cipave ou através de aplicativo no Google Play e no App Store.
 
 
Mapeamento Online
 
Desde fevereiro de 2018, o mapeamento dos casos de violência nas escolas ocorre de forma online. O procedimento permite que as instituições de ensino insiram os dados no site da Cipave e acompanhem em tempo real o seu desempenho. Inclusive, toda vez em que as informações forem consideradas discrepantes ou indiquem um erro de digitação, um alerta sonoro irá disparar. A medida visa auxiliar a administração dos resultados e aumentar a vigilância para que não ocorram erros. Até o ano de 2017 as escolas respondiam o questionário disponibilizado no Google Drive e o levantamento ocorria a cada seis meses.
 
 
 

Comentários

Nenhum Comentário. Deixe o seu comentário!

Mais notícias em Educação