18/05/2017 às 17:07
Seminário marca o dia Nacional de Combate à Violência e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

Evento foi promovido pela Rede de Proteção da Criança e do Adolescente e destinado aos agentes comunitários de saúde

Seminário marca o dia Nacional de Combate à Violência e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes
A abertura do seminário foi feita pela presidente Catia py Budel

Para marcar o Dia Nacional de Combate à Violência e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes (18 de maio), a Rede de Proteção da Criança e do Adolescente promoveu um seminário voltado aos agentes comunitários de saúde. O encontro, realizado nesta quinta-feira, no Centro de Artes Lucas Franco de Lima, teve o objetivo de instruir os profissionais na identificação e denúncia de casos de abusos.
Em sua fala, a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdica), Cátia Py Budel, explicou a escolha do dia 18 de maio para marcar a luta contra a violência e a exploração sexual. “No dia 18 de maio de 1973, no Espírito Santo, uma menina de oito anos foi sequestrada, violentada e assassinada. Seu nome era Araceli e seus agressores nunca foram punidos. Como sociedade, como ser humano, não podemos ser omissos, precisamos lutar e proteger as nossas crianças e adolescentes”.
O secretário de Ação Social e Comunitária, Paulo Cesar Trindade Garcia, parabenizou a iniciativa da Rede de Proteção de realizar o seminário com os agentes comunitários de saúde, os quais possuem contato diário com a população. O prefeito Sidney Brondani destacou a necessidade da união de esforços para identificar e denunciar situações de abuso. “É difícil solucionar essa questão quando trabalhamos juntos, imagina em um trabalho individual. Somente com a colaboração mútua de diversas áreas, vamos ser capazes de oferecer amparo e proteção para nossas crianças e adolescentes”.
O seminário contou com a promoção de palestras que abordaram os aspectos legais e psicológicos sobre o tema. A promotora de Justiça, Ana Maria Hahn de Souza; a psicóloga Marianita Ortaça e a delegada da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), Tânea Bratz, foram as palestrantes do evento.
A Rede de Proteção da Criança e do Adolescente é composta pelo Comdica, Conselho Tutelar, CRAS, CREAS, DPCA, Secretaria de Ação Social e Comunitária, Lar da Criança e do Adolescente Nossa Senhora Conquistadora, Secretaria de Educação, Secretaria de Saúde, Caps AD, 32ª CRE, Juizado da Infância e da Juventude e Ministério Público.  

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de São Luiz Gonzaga

Comentários

Nenhum Comentário. Deixe o seu comentário!

Mais notícias em Geral