15/09/2018 às 09:01
APERTE O PLAY - Carlos Garcia

Sacrificed: Mais uma grata revelação mineira

 

Formado em 2006, em Belo Horizonte, Minas Gerais (terra do Sepultura, um verdadeiro polo do som pesado brasileiro), o Sacrificed começou como uma banda cover do Metallica, mas logo partiu para produzir seu material próprio. Após um EP bem aceito e algumas trocas de integrantes, destacando a adição da vocalista Kell "Hell" Reis, a banda lançou o elogiado "The Path of Reflections" (2011), e depois dessa muito boa estreia, gerou-se naturalmente a expectativa do que poderiam apresentar no álbum sucessor. Bom, "Enraged", traz a consolidação do Sacrificed, mostrando que a promessa agora é realidade. O grupo evoluiu e está muito seguro, e o tempo relativamente longo para finalizar o novo disco, com certeza contribuiu para que lapidassem ainda mais sua sonoridade.

Em "Enraged", a banda apresenta ainda mais diversidade e qualidade no seu Heavy Metal moderno. Desde a bela arte gráfica, passando pela produção sonora, a cargo da própria banda e de Lucas Guerra, do Estúdio Guerra em BH, e principalmente pelas composições, pesadas, modernas, melodiosas e que se mostram bem criativas, acrescentando um diferencial.

O grupo tem peso, mas tem uma sonoridade límpida, valoriza o trabalho das guitarras e melodias marcantes, e baixo e bateria bem elaborados, e a vocalista Kell tem um belo timbre, mostrando técnica e linhas vocais variadas. Na sonoridade, podemos notar influências de Metallica, naturalmente, e do Metal Europeu, principalmente da escola sueca. Como referência, poderia citar Arch Enemy e Evergrey. Falando de algumas faixas de destaque, temos "Meet your Face" traz percussões e mescla peso com linhas melodiosas marcantes. A qualidade do grupo já salta aos olhos (e ouvidos), com uma identidade sonora bem resolvida; "Shame", que foi, pelo que lembro, a primeira faixa que o grupo mostrou desse novo disco, também traz o Metal moderno, com excelente trabalho das guitarras nas melodias e solos, o que faz com que o som do grupo seja muito cativante.

São muito bem-vindas também as passagens mais progressivas e mais melodiosas, que trazem algumas surpresas, como em "Oblivion", que além das linhas marcantes de guitarra e vocal, tem algumas passagens com ritmos bem brasileiros. Momentos mais carregados de emoção também se fazem presentes, como na balada "To Whom You Belong", que traz teclados e passagens acústicas, destacando mais uma vez as linhas vocais de Kell. O cuidado na parte lírica também merece elogios, abordando temas profundos e que procuram passar algo de conteúdo.

Enfim, mais um nome que desponta no cenário nacional, provando que bandas tipo exportação, temos muitas. “Enraged”, assim como o primeiro disco da banda, foi lançado pela Shinigami Records, e podem ser adquiridos no site www.shinigami.com.br.

Comentários

Nenhum Comentário. Deixe o seu comentário!

Mais notícias em Geral