Voluntariado do Banco do Brasil destina R$ 40mil ao Lar Escola para serem aplicados em iniciação a profissões
11 de Janeiro de 2018 às 14:41
Voluntariado do Banco do Brasil destina R$ 40mil ao Lar Escola para serem aplicados em iniciação a profissões
A visita do Banco do Brasil ao Lar Escola crédito da foto - Marlei Serafini/Lar Escola

O Programa “Voluntariado do Banco do Brasil” destinou através do Projeto FIA – Fundo da Infância e da Juventude, recursos no valor de R$ 40.000,00 ao Lar Escola Nossa Senhora Conquistadora, a serem aplicados em cursos de iniciação em Informática, Artesanato e Música. Serão beneficiados adolescentes abrigados no Lar Escola e os cursos serão ministrados pela Escola Técnica Senac, Unidade de São Luiz Gonzaga. No Estado, apenas dois projetos foram aprovados, um de São Luiz Gonzaga, destinado ao Lar Escola, e o outro, para instituição de Lajeado, entre vários concorrentes.
Quarta-feira, o gerente do Banco do Brasil nesta cidade, Ronaldo Ramos Martins, foi ao Lar Escola para comunicar oficialmente a aprovação do projeto que beneficia essa instituição de assistência aos menores. O gerente do Banco do Brasil, Ronaldo Ramos Martins, Milton Berti e sua esposa, Nanci, bem como o jornalista, José Grisolia Filho, foram recebidos pela presidente do Lar Escola, Marta Farias Batista, a secretária, Marlei Serafini e Irmã Jandira, que agradeceram a liberação do recurso, que permitirá a 40 adolescentes serem iniciados em uma profissão, para disputarem oportunidades no mercado de trabalho em melhores condições. O gerente do BB, disse que o Banco do Brasil tem uma função social que cumpre em todas as cidades onde tem agências instaladas, em todo o País, como partes de seu balanço social.
O organizador da ação foi Milton Berti, funcionário aposentado do Banco do Brasil que, com sua esposa, Nanci Mielke Berti, tem assessorado obras sociais da cidade no encaminhamento de projetos para instituições vinculadas ao Banco do Brasil, como é o caso da FBB – Fundação Banco do Brasil, que repassa recursos para entidades que atuam em favor de crianças, adolescentes e idosos. Os cursos serão instalados em março, com as aulas se estendendo até dezembro, para 40 jovens de 12 a 18 anos abrigados no Lar Escola. As aulas serão realizadas três vezes por semana.
LAR ESCOLA
Desde que assumiu o Combem, com duas casas de assistência a menores, divididos por faixas etárias, o Lar Escola pretende centralizar esse atendimento em sua sede. Isso já foi possível, em parte. Em uma casa, estão 15 crianças de 1 a 12 anos, e na outra casa, 27 crianças, de 12 a 18 anos. No total, são 42 menores abrigados no Lar Escola. Os maiores continuam no prédio construído pelo Combem, com verbas do Município e da Justiça, tendo em vista o interesse do Juizado da Infância e da Juventude de ter uma entidade para receber menores em situação de risco.
O grupo dos menores está instalado no prédio situado ao lado do pavilhão maior. Não é uma obra recente, mas apresenta excelentes condições. Ali estão sendo atendidas as crianças até 12 anos, com equipe própria. Esse prédio agora tem entrada pela Rua Dinarte Vieira Marques. O pavilhão foi destinado para abrigo dos 27 menores na faixa etária de 12 a 18 anos, também com equipe própria de atendimento. A ideia é construir um novo prédio para a faixa etária onde estão abrigados os adolescentes com idade acima de 18 anos, que ainda estão instalados no prédio do antigo Combem.