• 29 de setembro de 2023

Ligue sua TV. Ou escolha outro meio de comunicação com noticiários diurnos ou noturnos.

Bala pra lá, bala pra cá. Lutas entre facções rivais. Causas deste negro fato envolve poder, dinheiro, revanche; muitos seres, com corpo humano, estão, radicalmente, animalizados, irracionais. A escala zoológica deve ter trocado de classes, ordens.

Não há um santo dia que não se constata mortes violentas. Os motivos são os mais diversificados. Até parece que doenças orgânicas estão diminuindo, principalmente, em grandes centros urbanos. Nestes o medo toma conta do cidadão, não mais usufruindo de liberdade para andar na rua, tomar um ônibus, um táxi. E mais e mais pessoas vão à busca das ditas novas oportunidades em grandes cidades, nem pensando de um agregado de outros problemas que virão.

O fator emocional está penetrando profundamente na vida das famílias. Agitou, mesmo. Crianças comandando pais; estes, comodamente, vão permitindo maus hábitos, desde que não atrapalhe sua hora de lazer. E assim vai, paulatinamente, deixando a vida rolar. A adolescência pinta na área. Eles perderam seus referenciais. E a vida vai correndo no calendário. Já adultos não sabem o que querem,  e dá-lhe psicólogo e psiquiatra, ensinando a pensar como ser humano.

Há também aquela fase da aposentadoria. Que bom! Não precisa pular da cama cedo. Chega-se a um determinado ponto em que o sono se foi. E vem aquela maldita insônia, vira daqui, vira dali, e não consegue dormir. Aí apela para a farmacopeia disponível. Vira zumbi. É esta vida que você deseja ao se aposentar do serviço?

Ao falar com pacientes gordinhas sugere-se que inicie caminhadas diárias. Dê o primeiro passo. Com o tempo, as blusas já retornam ao corpo, o gosto pelo físico melhora. O sorriso volta ao rosto. O colorido da vida aparece mais brilhante. Mil ideias surgem na cabeça.

Ir atrás de especialistas nos diferentes ramos da Medicina pode ser uma corrida inócua, quando as soluções individuais são simples. Levantar cedo, visitar amigos, dedicar a alguma arte, rir de si mesma e para si, cantar, afazeres domésticos, enfeitar a casa. Mil e umas saídas para ocupar tempo e não deixar algumas doenças entrarem. Agite a vida no embalo de algo útil para si e seus amigos e familiares.

Aproveite as efemérides de sua cidade. Irá descobrir aquele agito bom e melhorar seu estado de espírito. Participe de atividades prazerosas. Você merece. Sua família e seus amigos aos poucos vão tendo confiança em você.

Agite seu cérebro com ideias inovadoras e aplique-as na sua vida.

Entidades e empresas se mobilizam para promoção do Arroz Solidário

Estão em ritmo intenso os trabalhos de organização da primeira edição do Arroz Solidário. A programação ocorre no próximo dia…

Alunos do IERB criaram desenhos com mensagens de esperança aos atingidos pelas enchentes

Neste mês de maio, as professoras do Instituto Estadual Rui Barbosa, Gisele Silva De Oliveira Guedes e Viviane Siqueira Alves,…

Rock solidário nesta sexta-feira, no Atlanta

Nesta sexta-feira, 24 de maio, junto ao Atlanta Boliche Bar em São Luiz Gonzaga, será realizada a noite do Rock…