CPI do Hospital São Luiz Gonzaga define composição e realiza os primeiros encaminhamentos dos trabalhos

  • 26 de março de 2024
5c2b323e-e73b-4a78-88ff-67b9a803c48f

Na tarde desta segunda-feira, 25 de março, a Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI, que iá apurar a situação do Hospital São Luiz Gonzaga, realizou a primeira reunião após sua aprovação em plenário, a qual ocorreu na última Sessão Ordinária.

Na oportunidade, estiveram presentes a vereadora Ana Barros (PT), proponente do requerimento de abertura da CPI, os vereadores João Iuri (PSD), Rose Grings (Progressistas), Cláudio Pereira (PDT) e Valmir Silveira (MDB) e Misael Porto (PSD), os dois últimos participando por videoconferência. A reunião contou com o suporte do assessor jurídico Guilherme Chagas, da diretora-geral Helena Marques, do assessor de comissões Sthevan Callegaro e do agente legislativo Felipe de Almeida.

COMPOSIÇÃO – Na oportunidade, foi definida a composição da CPI para início dos trabalhos, a qual terá a seguinte formação: Ana Barros como presidente, Rose Grings como vice-presidente, Cláudio Pereira como relator, e Misael Porto e Valmir Silveira membros. Os vereadores João Iuri, Mário Trindade (MDB) e Paulo Fraga (Progressistas) atuarão como membros suplentes da Comissão.

ENCAMINHAMENTOS – Na audiência, ficou definido a realização das reuniões dos membros da CPI às terças-feiras. Também ficou acertado que, imediatamente, serão encaminhados ofícios requerendo informações ao Executivo Municipal e à Direção do Hospital São Luiz Gonzaga para o envio de documentos pertinentes à investigação da Comissão.

A CPI irá solicitar nesta semana ao hospital a relação de nascimentos e óbitos de recém-nascidos no período compreendido de 2022 a 2024, bem como o número de encaminhamentos de recém-nascidos a Unidades de Tratamento Intensivo – UTIs de outras cidades e o protocolo de atendimento dos médicos, desde o acolhimento até a internação e intervenção em casos de partos normais ou cesáreas realizadas no Hospital São Luiz Gonzaga. Da mesma forma, serão requeridos os contratos de trabalho e a relação dos profissionais que atuaram no setor de obstetrícia do HSLG no período de 2022 a 2024 e solicitado à Delegacia de Polícia as denúncias formalizadas contra o hospital referentes a mau atendimento ou em casos de possíveis negligências no atendimento do HSLG.

Entidades e empresas se mobilizam para promoção do Arroz Solidário

Estão em ritmo intenso os trabalhos de organização da primeira edição do Arroz Solidário. A programação ocorre no próximo dia…

Alunos do IERB criaram desenhos com mensagens de esperança aos atingidos pelas enchentes

Neste mês de maio, as professoras do Instituto Estadual Rui Barbosa, Gisele Silva De Oliveira Guedes e Viviane Siqueira Alves,…

Rock solidário nesta sexta-feira, no Atlanta

Nesta sexta-feira, 24 de maio, junto ao Atlanta Boliche Bar em São Luiz Gonzaga, será realizada a noite do Rock…