• 7 de julho de 2023

RAÍZES – A Administração Municipal e o Instituto Histórico e Geográfico, com o apoio de emenda parlamentar do senador Luiz Carlos Heinze, tornaram possível a reprodução de uma casa da redução jesuítica de San Luís, a primeira referência da nossa cidade, obra implantada há 300 anos. Essa casa foi construída em terreno existente ao lado do antigo sobrado que em décadas passadas sediou a atual Escola Estadual Senador Pinheiro Machado e depois o Ginásio Santo Antônio de Pádua, localizado na esquina da Rua São João com a Rua Dr. Bento Soeiro de Souza, no Centro da cidade. No interior dessa casa que reproduziu a habitação dos indígenas, foi instalada uma maquete de toda a redução jesuítica, trabalho do escultor são-luizense Vinicius Ribeiro. É uma obra fantástica, que simboliza a valorização que a atual geração de habitantes de São Luiz Gonzaga dá às nossas raízes mais primárias. A população pode visitar esse local, das 13 às 17 horas, de segunda a sexta-feira. Não há cobrança de ingresso. No horário da manhã as visitas devem ser agendadas, para grupos, com antecedência, na sede do IHG, no sobrado ao lado.

EXPO SÃO LUIZ – A Comissão Executiva realiza reuniões quinzenais gerais com a presença de todas as comissões criadas para montar a programação de cada área de atrações da Expo São Luiz. Semanalmente, a Comissão Executiva realiza reuniões com as comissões setoriais, individualmente, para participar das decisões e da construção das programações que lhes cabem. A Expo São Luiz será realizada no parque de exposições do Sindicato Rural, de 27 de setembro a 1º de outubro – serão cinco dias com mais de uma centena de atrações, de quarta-feira a domingo. Na quinta-feira, não serão cobrados ingressos para entrar no parque de exposições.

PAVILHÃO DA AGRICULTURA FAMILIAR – A Expo São Luiz criou um caminho no parque de exposições que vai conduzir os visitantes ao pavilhão da Agricultura Familiar, onde estarão instaladas 19 agroindústrias que produzem vários tipos de produtos alimentícios, doces e bebidas e dois espaços de artesanato, atração que estará sob os cuidados da Emater. Essa será uma das atrações permanentes da Expo São Luiz, mas teremos também o Manancial Cultural e a Secretaria Municipal de Educação com um grande número de atrações, que vão abastecer o público com novidades que vão superar o imaginário popular. Em cada expositor, os visitantes encontrarão novidades que mostrarão a evolução da criação científica e a repercussão na nova rotina oferecida ao cotidiano das pessoas, no trabalho, no lazer, na vida pessoal e familiar. Uma espécie de ‘avant-premiére’ de como será a nossa rotina no amanhã.

IPHAN – O deputado federal Afonso Motta (PDT) esteve em São Luiz Gonzaga semana passada. Aqui manteve reunião com correligionários de São Luiz Gonzaga, Santo Antônio das Missões e São Nicolau, em encontro organizado por Eugênio Portela, que é o representante desse parlamentar em nossa região. Afonso Motta recebeu um pedido para que interceda, junto ao IPHAN, para que esse órgão agilize a relação de sua representação regional com os empreendedores de São Luiz Gonzaga, que não podem realizar escavações em 12 quarteirões da área central desta cidade, por ser o local onde foi implantada a redução jesuítica que é a nossa origem. Achamos isso muito importante, porque no subsolo podem existir vestígios que podem oferecer novas informações sobre essa passagem da nossa história, mas também entendemos que falta agilidade ao IPHAN nessa relação com a nossa comunidade. Empreendedores locais estão com projetos de construções parados há dois anos aguardando liberação para construir. As providências exigidas foram cumpridas, mas não aconteceu retorno do IPHAN, informam os interessados. Afonso Motta prometeu agir.

PARADA – Montadoras de veículos automotores estão sendo desativadas por falta de mercado comprador. Isso implica em monumental desemprego de funcionários especializados. O motivo é a recomposição dos preços dos veículos, que deixaram o Brasil sem carros populares, como são chamados os automóveis de menor custo. Para reduzir o impacto dessa situação, o governo federal criou um plano de financiamento à indústria automobilística, que permitiu uma redução no preço de algumas linhas de veículos. Mas o próprio governo registrou que o valor aplicado, em torno de R$ 1 bilhão, não resolve o problema, que exige medidas mais profundas. O setor de auto-peças, que abastece as montadoras, já apresenta uma redução de 23% nas encomendas das indústrias automobilísticas.

Entidades e empresas se mobilizam para promoção do Arroz Solidário

Estão em ritmo intenso os trabalhos de organização da primeira edição do Arroz Solidário. A programação ocorre no próximo dia…

Alunos do IERB criaram desenhos com mensagens de esperança aos atingidos pelas enchentes

Neste mês de maio, as professoras do Instituto Estadual Rui Barbosa, Gisele Silva De Oliveira Guedes e Viviane Siqueira Alves,…

Rock solidário nesta sexta-feira, no Atlanta

Nesta sexta-feira, 24 de maio, junto ao Atlanta Boliche Bar em São Luiz Gonzaga, será realizada a noite do Rock…