Juliano Ozga recebe a Medalha Mérito Literário Inácio José de Alvarenga Peixoto

  • 26 de abril de 2024
O escritor são-luizense Juliano Ozga (d) recebendo a Medalha Mérito Literário. Crédito: Patrícia de Souza Ozga

No dia 21 de abril, no Dia de Tiradentes, o escritor são-luizense Juliano Gustavo dos Santos Ozga foi agraciado com a Medalha Mérito Literário Inácio José de Alvarenga, título criado como homenagem ao grande poeta e inconfidente mineiro que dá nome à Medalha. A solenidade ocorreu no Distrito de Ouro Preto/MG, chamado Cachoeira do Campo, na Praça Filipe dos Santos.

 entrega da Medalha foi outorgada pelo comendador Gladstone Lopes, Grão Prior do Priorado dos Inconfidentes, pelo conjunto da obra escrita geral do autor, escritor e editor da Editora AERE RET, Juliano Ozga, pelo seu trabalho de publicação do livro do “Priorado dos Inconfidentes”, título “Minas Gerais, Algumas Histórias” elaborado para comemorar os 300 Anos de Minas Gerais como Capitania 1720-2020.

O escritor são-luizense Juliano Ozga (d) recebendo a Medalha Mérito Literário. Crédito: Patrícia de Souza Ozga

A obra foi lançada após dois anos de trabalho, no 21 de abril de 2023, no Distrito de Cachoeira do Campo, localidade onde ocorreu a prisão de Felipe dos Santos, que foi um dos estopins para a Revolta de Filipe dos Santos, em 1720, e que determinou a criação da Capitania das Minas Gerais em dezembro de 1720.
Segundo Juliano, “o reconhecimento com a Medalha foi também pela colaboração na edição geral do memorial monográfico sobre a Bandeira dos Dragões Reais das Minas 1719-1720, elaborado por três membros e pesquisadores do Priorado dos Inconfidentes que foi enviado para o Comando do Estado Maior da Polícia Militar de Minas Gerais em 2023 no aniversário de 248 da instituição em Ouro Preto/MG”, explicou.

Juliano Gustavo dos Santos Ozga, 36 anos, é natural de São Luiz Gonzaga. Graduado e Mestre em Filosofia da Arte, atualmente reside com sua esposa em Ouro Preto/MG, onde criou em 2021 uma editora para suas publicações (Editora AERE RET). Autor de 14 obras, Juliano recentemente teve uma reconhecida divulgação de seu livro “A Música Barroca Missioneira Jesuítica Guarany” no canal “Vatican News”, que destacou a importância do estudo realizado pelo são-luizense para retratar a musicalidade na época das reduções jesuíticas.
“Dedico esse Mérito Literário para Patrícia de Souza Ozga, esposa, companheira e confidente mineira por todos esses anos de perseverança no trabalho de honrar direito o Povo do Livro e das Letras. Gratidão”, finaliza Juliano. Registros Fotográficos da jornalista e escritora Patrícia de Souza Ozga.

Entidades e empresas se mobilizam para promoção do Arroz Solidário

Estão em ritmo intenso os trabalhos de organização da primeira edição do Arroz Solidário. A programação ocorre no próximo dia…

Alunos do IERB criaram desenhos com mensagens de esperança aos atingidos pelas enchentes

Neste mês de maio, as professoras do Instituto Estadual Rui Barbosa, Gisele Silva De Oliveira Guedes e Viviane Siqueira Alves,…

Rock solidário nesta sexta-feira, no Atlanta

Nesta sexta-feira, 24 de maio, junto ao Atlanta Boliche Bar em São Luiz Gonzaga, será realizada a noite do Rock…