Pelo andar da carruagem

  • 8 de março de 2024

…se conhece quem vem dentro.

A vida sempre está a oferecer alternativas de discernimento para um problema, ou uma saída, mediante um fato que está acontecendo. Dá uma dor de cabeça para ver qual hipótese corresponde a um desfecho satisfatório.

Bem vejamos. Numa carruagem de vida há diferentes tipos de pessoas. São homens e mulheres, adolescentes, idosos ou crianças. Para qualquer problema haverá opções diferentes, dependendo, no caso, do sexo ou da idade. É claro que existem outros aspectos a considerar.

Vejamos  as mulheres. Em cada idade há diferentes objetivos a ‘perseguir’ para obter um efeito tranquilizador e real. Nada de ficar tudo na imaginação.

As meninas adoram cantar, dançar. O aprendizado em casa servirá para toda a vida. A escola reafirma, principalmente, a parte intelectual.  É obrigação dos pais ensinar boas maneiras, noções de higiene, comportarem-se em diferentes locais, afazeres domésticos, convivência com amigas. É na infância que se pincela o quadro da adolescente e vida adulta.

A adolescente já pensa que é gente grande. Quer decidir tudo e rápido. Muitas cabeçadas acontecem aí. Quando a infância vem sendo vigiada, fica mais fácil entabular um diálogo tranquilo, real, cartas na mesa. Lutar para conseguir um telefone celular ou outro bem, ensina a saber esperar, aguardar o momento que os pais possam satisfazer o desejo da menina. Estamos falando mais do sexo feminino por ser a semana dedicada a todas as mulheres, merecedoras desta homenagem.

Sempre colocar o estudo em primeiro lugar. As dificuldades podem ser sanadas e o sucesso logo vem.

A escolha profissional dá certa angústia. Habilidades da adolescente podem ser descobertas pelos pais. Exigir não é pecado. É obrigação dos pais. Mulheres-mães têm que assumir o seu papel. Estas devem ser festejadas, como mulheres cumpridoras dessa missão sagrada de educar seus filhos.

Mulheres com grande atividade na sua vida profissional merecem todo o respeito e admiração da plateia masculina e familiares, por seu excelente trabalho responsável em qualquer carreira escolhida.

Mulheres, já aposentadas, nada de ficar vendo a carruagem passar. Dá tempo de mais cuidado com a saúde (não de desfile em consultórios médicos),  mas uma boa caminhada, alimentação saudável e conviver com pessoas otimistas.

Todo dia é dia de festa. Ponha sorriso no semblante e transmita o seu interior a suas amigas, pois pelo andar da carruagem se conhece quem está dentro.

Ou melhor, no andar da carruagem se ajeitam as melancias.

Salusa vai convocar assembleia geral para votar encerramento de atividades

A Salusa Participações S/A encerrou seu ciclo. Depois de duas décadas apoiando o desenvolvimento dos pequenos negócios em São Luiz…

Municípios buscam soluções para agropecuária em congresso da Famurs

O agro gaúcho foi tema na quarta-feira (17/07) no congresso anual da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande…

AGSL MB busca vitória fora de casa contra o Soberano em meio a desfalques

A AGSL MB se prepara para enfrentar o Soberano neste sábado, 20, em busca de manter seu aproveitamento de 100%…