Queen: 50 Anos da Estreia que Mudou a História do Rock

  • 11 de agosto de 2023
Queen

O álbum de estreia da lenda britânica Queen é outro clássico que comemorou seu 50º aniversário em 2023. Lançado  em 13 de julho de 1973, o disco nasceu de uma demo de cinco canções que o vocalista Freddie Mercury, o guitarrista Brian May, o baixista John Deacon e o baterista Roger Taylor enviaram a várias gravadoras, e não receberam resposta. Quantos devem ter tido essa fitinha na mão e depois terem morrido de arrependimento?

Após muitas portas batidas na cara, o Queen conseguiu contato com John Anthony, o produtor do segundo LP do Genesis, e o co-fundador da produtora Neptune, Roy Thomas Baker. A dupla posteriormente guiou as sessões no Trident Studios onde os Beatles gravaram  “Hey Jude”, mas o Queen só tinha permissão para gravar fora do expediente. O álbum foi gravado em 72 e lançado em julho 73 pela Trident no Reino Unido e pela Elektra nos EUA.

O grupo conta em suas biografias e documentários que as músicas do álbum já haviam sido compostas há bastante tempo, cerca de 3 anos antes do seu lançamento, sendo que já estavam com outras ideias musicais, tanto que a banda entrou logo em seguida ao lançamento para gravar o álbum seguinte.

Mas “Queen”, o disco de estreia, trazia já mostras de que o grupo era diferente, e ganhou muito mais valor com o passar do tempo. Com sua sonoridade marcada por riffs de guitarra poderosos, temos algo já de Proto Metal e Hard Rock de peso, como em “Keep Yourself Alive” e “Great King Rat”, mas já com melodias marcantes, arranjos elaborados e grandes vocais.

As marcas inconfundíveis dos timbres e palhetadas de Brian May já estão ali, e claro, a voz de Freddie Mercury. E além das faixas pesadas, temos temas que transitam pelo progressivo, rock clássico e blues. Um disco já com indícios daquela diversidade, personalidade, teatralidade e criatividade que mudariam a história do Rock e que a banda apresentaria no decorrer sua carreira.

A capa de arte simples, traz  um holofote roxo sobre o vocalista de braços estendidos. A grande estrela do espetáculo. Freddie co-escreveu metade das 10 faixas, assumiu quase todas as funções vocais principais, e até estreou suas habilidades no piano em “My Fairy King”.

O debut alcançou a 83ª posição na parada da Billboard 200 e a 32ª na parada de álbuns do Reino Unido. “Queen” vendeu de forma constante o suficiente para receber disco de ouro.

Simplesmente um clássico que introduziu ao mundo a fantástica voz de um dos maiores vocalistas da história.

Entidades e empresas se mobilizam para promoção do Arroz Solidário

Estão em ritmo intenso os trabalhos de organização da primeira edição do Arroz Solidário. A programação ocorre no próximo dia…

Alunos do IERB criaram desenhos com mensagens de esperança aos atingidos pelas enchentes

Neste mês de maio, as professoras do Instituto Estadual Rui Barbosa, Gisele Silva De Oliveira Guedes e Viviane Siqueira Alves,…

Rock solidário nesta sexta-feira, no Atlanta

Nesta sexta-feira, 24 de maio, junto ao Atlanta Boliche Bar em São Luiz Gonzaga, será realizada a noite do Rock…