Santo Antônio das Missões: Pecuaristas Familiares se reúnem para discutir certificação de selo de origem da produção local

  • 16 de fevereiro de 2024
pecuaria9

Integrantes da Associação da Pecuária Familiar Missioneira (APFM) participaram no dia 8 de fevereiro, em Santo Antônio das Missões, de Reunião Técnica com ênfase na produção com denominação de origem. A iniciativa conjunta da Emater/RS-Ascar e da APFM, contou com o apoio da Prefeitura de Santo Antônio das Missões e do Sindicato dos Trabalhadores Rurais.

Para que as orientações pudessem ocorrer com visualização da prática, o produtor Egydio Ortiz, de Rincão do Manuã, abriu as portas de sua propriedade. Na oportunidade a assistente técnica do Escritório Regional da Emater/RS-Ascar de Santa Maria Elusa Andrade orientou sobre a importância da organização do grupo para a realização de vendas coletivas, definição da identidade local e diferenciais, criação de marca, acesso a mercados e passos do processo de certificação de Denominação de Origem (DO), selo conferido pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) a nome geográfico de país, cidade, região ou localidade de seu território, que designe produto ou serviço cujas qualidades ou características se devam exclusiva ou essencialmente ao meio geográfico, incluídos fatores naturais e humanos.

Elusa exemplificou os casos do Selo Produto Premium Cordeiro Gaúcho, com foco na origem e na qualidade dos produtos de carne ovina in natura produzida no Rio Grande do Sul, e do Cordeiro Alto Camaquã, região que apresenta a marca territorial como principal atributo de diferenciação.

Também estiveram presentes na Reunião, diversas lideranças, entre elas, o prefeito Felisberto Ferreira, gerente regional da Emater/RS-Ascar, Valmir Thume, o supervisor microrregional Joney Braun e o secretário municipal de Agricultura Wagner Machado.

As reuniões da Associação, que existe desde 2007, ocorrem mensalmente em sistema de rodízio, nas propriedades das 32 famílias associadas, que recebem assistência técnica da Emater/RS-Ascar, instituição vinculada à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural (SDR).

A proposta principal da organização dos pecuaristas em uma associação é promover a dinamização de alternativas sustentáveis para a pecuária familiar, com ênfase no manejo sustentável de agroecossistemas, produção de pecuária à base de pasto, bem-estar animal e produção orgânica de alimentos. O chefe do Escritório Municipal da Emater/RS-Ascar de Santo Antônio das Missões, André Oliveira, destaca que, com isso, se busca melhorar a condição de vida das famílias através do aumento da produtividade de suas unidades de produção, num contexto de sustentabilidade produtiva, econômica, social e ambiental.

Entidades e empresas se mobilizam para promoção do Arroz Solidário

Estão em ritmo intenso os trabalhos de organização da primeira edição do Arroz Solidário. A programação ocorre no próximo dia…

Alunos do IERB criaram desenhos com mensagens de esperança aos atingidos pelas enchentes

Neste mês de maio, as professoras do Instituto Estadual Rui Barbosa, Gisele Silva De Oliveira Guedes e Viviane Siqueira Alves,…

Rock solidário nesta sexta-feira, no Atlanta

Nesta sexta-feira, 24 de maio, junto ao Atlanta Boliche Bar em São Luiz Gonzaga, será realizada a noite do Rock…