Terapias Alternativas

  • 21 de outubro de 2023

Dizem que ‘de médico e louco, cada um tem um pouco’.

Não é raro observar que as pessoas ‘receitam’ medicamentos a torto e direito.

Terapias alternativas existem. Agora, estimular uso de medicamentos, como anti-inflamatórios, analgésicos, pomadas, injetáveis, antibióticos e outros fármacos, constitui papel, predominantemente, médico e odontológico.

Os efeitos colaterais são inúmeros. Aí começa o uso de outro medicamento para tentar corrigir o mau efeito. Os mais ‘pecaminosos’ são os anti-inflamatórios, pois o fígado, estômago, esôfago, rim reclamam, além de outros maus efeitos.

Analgésicos estão sendo usados como água. Nesses casos, o motivo da dor fica silencioso, mascarado.

A dor é estudada dentro da Semiologia, disciplina dos primeiros anos do Curso de Medicina. Depende da localização,  sempre focada na Anatomia. E há outros sinais que fazem acompanhamento da dor, como febre, mal-estar, impossibilidade de trabalhar, lipotimia (desmaio), facies (cara) de dor, fatores que melhoram, por onde ela caminha (irradiação).  Quando a dor é de fraca intensidade, melhor seria não usar calmante. Muitas vezes passa. Dores musculares, por exemplo, pode refletir músculos não trabalhados ou ao contrário, quando ocorre após um esforço muito forte.

A febre avaliada no termômetro não é invenção. Acende um alerta. Infecções são as causas mais comuns, mediante aumento de temperatura corporal.

Muito paciente vai à consulta para justificar ausência no trabalho, sem um motivo aparente.

No momento, há uma ‘febre’ de procurar doença. Engraçado que, a maioria das vezes, acha. O humano não é um ser perfeito. Às vezes, basta colocá-lo na balança e já se descobre a ‘patologia’!

Exames laboratoriais existem para clarear um diagnóstico e não porque o paciente quer fazer ‘tudo que tem direito’.

Na rotina de investigação de doenças comuns, existe idade para iniciar a investigação, através de exames de imagem, laboratoriais. Começam a ser realizados a partir dos 40 anos em pessoas hígidas. Por exemplo, mamografia que pode ser acompanhada da ecografia, colonoscopia, exames laboratoriais básicos, continuidade do Papanicolau, PSA (próstata). Um exame trivial simples é a subida em uma balança. Ah! Como se descobre doenças!

Terapias alternativas, quando bem empregadas, fazem um bom efeito, principalmente quando se trata de prevenção e promoção de saúde.

Realizar ‘quinhentos’ exames e não dar ‘nada’ é tempo e dinheiro perdido. Precisa-se sempre justificar porque foi solicitado tal exame.

Viver a vida com bons hábitos, autocontrole, é felicidade na dose certa. Rir é um excelente medicamento! Terapia alternativa.

Entidades e empresas se mobilizam para promoção do Arroz Solidário

Estão em ritmo intenso os trabalhos de organização da primeira edição do Arroz Solidário. A programação ocorre no próximo dia…

Alunos do IERB criaram desenhos com mensagens de esperança aos atingidos pelas enchentes

Neste mês de maio, as professoras do Instituto Estadual Rui Barbosa, Gisele Silva De Oliveira Guedes e Viviane Siqueira Alves,…

Rock solidário nesta sexta-feira, no Atlanta

Nesta sexta-feira, 24 de maio, junto ao Atlanta Boliche Bar em São Luiz Gonzaga, será realizada a noite do Rock…