Vendaval de segunda-feira

  • 21 de outubro de 2023
Equipes_da_Prefeitura_Municipal_realizam_frentes_de_trabalho_para_atender_danos_causados_pelo_temporal_(1).jpeg

Temporal castigou São Luiz

e criou cenário de destruição


A noite da última segunda-feira, 16, foi de terror para os são-luizenses, principalmente moradores da área central da cidade. A chuva intensa, acompanhada de ventos fortes, acabou derrubando árvores, destelhando residências e deixando um rastro de destruição em muitas casas e veículos atingidos.

A Defesa Civil e os Bombeiros foram acionados para o atendimento de entrega de lonas e remoção de árvores caídas nas vias públicas. No decorrer das horas, diversas ligações eram recebidas no Corpo de Bombeiros, que destacava a guarnição para atender casos urgentes que podiam envolver riscos humanos. Enquanto o atendimento in loco era realizado nas residências destelhadas, lonas eram distribuídas para moradores amenizarem os efeitos do terrível temporal.

Na manhã de terça, os estragos mostravam a proporção do vendaval, que derrubou inúmeras árvores, principalmente na região central da cidade, como na Praça da Matriz e em ruas das imediações, que com a queda romperam fios de energia elétrica e de internet, danificaram residências, muros e veículos e obstruíram as ruas e calçadas. Segundo o coordenador de Defesa Civil, Milton Nei Neves do Amaral, a ventania deixou 15 residências destelhadas e cerca de 20 árvores de grande porte caídas no perímetro urbano, além de outras que caíram na RS-168 e nas localidades de Afonso Rodrigues e Limoeiro.

Apesar de toda a potência registrada, como há muitos anos não se via em São Luiz Gonzaga, felizmente ocorreram apenas danos materiais, não tendo sido registrados feridos em circunstâncias do temporal.

 

Trabalhos pela remoção e reconstrução


Já nas primeiras horas da manhã de terça, ainda com o tempo chuvoso, as equipes da Secretaria de Obras da Prefeitura Municipal, com o apoio da Secretaria de Agricultura, realizaram um grande mutirão para desobstruir as ruas bloqueadas e retirar os troncos de árvores caídos. As equipes da RGE também providenciavam o atendimento na retirada de galhos caídos sobre a rede elétrica.

Segundo o secretário de Obras, Cléber Ivar, “fizemos ainda pela manhã uma reunião emergencial junto com nosso vice-prefeito Piti Werle, e, junto com a Secretaria da Agricultura, montamos uma força-tarefa para dar início de imediato aos trabalhos”. Conforme o secretário, “Nosso maior desafio foi trabalhar onde ainda mesmo com as residências sem luz, os cabos ainda estavam energizados e, no primeiro momento, tínhamos de ter um cuidado especial com minha equipe, pois sempre colocamos a segurança em primeiro lugar”, destacou.

Crédito: Reprodução

Entidades e empresas se mobilizam para promoção do Arroz Solidário

Estão em ritmo intenso os trabalhos de organização da primeira edição do Arroz Solidário. A programação ocorre no próximo dia…

Alunos do IERB criaram desenhos com mensagens de esperança aos atingidos pelas enchentes

Neste mês de maio, as professoras do Instituto Estadual Rui Barbosa, Gisele Silva De Oliveira Guedes e Viviane Siqueira Alves,…

Rock solidário nesta sexta-feira, no Atlanta

Nesta sexta-feira, 24 de maio, junto ao Atlanta Boliche Bar em São Luiz Gonzaga, será realizada a noite do Rock…